21 de ago de 2010

Pelos fundos #


 
Começamos faz pouco tempo, mas ela é curiosa. As altas conversas na cama depois de me deixar sem fôlego me surpreendiam. Ela amava preliminares e eu, adorava. Boca ali e aqui, fomos nos conhecendo cada vez melhor... O corpo dela me seduz desde a hora que ela chega na minha alcova. Ela me devora com o olhar e tem atitudes dominadoras de deixar qualquer homem submisso. Certa vez, durante mais um de nossos tórridos encontros, ela olhou-me sorrateiramente e perguntou-me se eu já tinha tentado outras entradas... no começo eu não entendi, mas refletindo sozinho cheguei as conclusões. Ela estava ansiosa para descobri coisas novas na cama e eu me satisfazia em ser seu experimento. Chegou na minha casa com uma lingerie provocante. Olhou-me nos olhos e nossas palavras foram ocultadas por um longo beijo. Os finais de semana estavam cada vez mais intensos na minha casa depois que conheci essa mulher. Meus amigos diziam que eu estava sumido. Mas, na verdade eu estava me escondendo dentre de um universo feminino, dentro do corpo quente e líquido daquela mulher. Quando comecei a despi-la, como se fosse algo demasiadamente preciso. Vi uma calcinha ousada e engraçada. Tinha escrito: 'Entre sem bater'. Ficava louco com as criatividades daquela que me deixava excitado ao telefone depois de me deixar com o corpo moído. Olhei-a e disse que iria invadi-la como me pediu... e ela, descaradamente, disse: 'Entre pela porta dos fundos'. Fiquei surpreso. Atônito por uns momentos, mas imaginei-me naquela situação gostosa. Não pensei que ela iria tão longe com um pouco relacionamento. Adorei a idéia. Lubrifiquei-a de várias formas. Ela disse que não se importava com a dor, mas com o tesão da descoberta. No começo ela gritou muito, mas eu sabia que depois ela iria gostar, então, continuei. Puxei os cabelos dela de forma suave e apertava todo seu corpo contra mim... Ela quase ficou de pé na cama, e levando-a para o banheiro, em pé, eu intensifiquei os movimentos e as investidas, ela gemia de tesão e ficava mais selvagem. Ela me deu um presente que poucas mulheres dão a um homem. Após o banho merecido, deitados, ela me contava mais de mil fantasias, e, eu, caro amigo, quero satisfazer todas.

11 de ago de 2010

Sorver #



Quero sorver o que há entre tuas pernas,
invadir-te por completo,
deixando teu corpo trêmulo de desejos,
causar-te delírios de tesão,
até que o néctar do seu corpo,
venha a minha boca,
juntar-se a minha saliva,
para matar-me de prazer.