20 de dez de 2010

Presa #


Ele veio com uma conversa meio boba.. de que não conseguia me prender nos braços dele... de que eu sempre tomava as iniciativas, que não conseguia me dominar na cama. Eu sei que sou meio ansiosa demais...  adoro tomar frente de tudo, mas queria fazer com que ele tivesse um dia de dominador. Logo pela manhã, quando acordamos, tomei banho mais cedo, preparei o café e saí para o trabalho enquanto ele ainda estava no banho. Ele ligou para o meu celular, deve ter ficado intrigado... eu queria que ele sentisse minha falta, que pensasse que eu tinha ficado chateada com a conversa da noite, mas.. eu estava preparando o bote dele.. Trabalhei, e no horário de almoço fui a um sexy shop. Queria comprar algo para nós dois. A tarde se fazia comprida... eu queria muito chegar logo em casa, saí mais cedo, preparei o ambiente... acho muito importante deixar a selva armada... passei um óleo no corpo... tomei um banho, ele é afrodisíaco e esquentava no corpo. Deitei-me na cama e mandei uma mensagem para o celular dele... 'hoje é o dia do caçador'. Prendi meus próprios braços e fiquei na cama a esperá-lo, com uma tamanha ansiedade que me deixou excitada... molhada.. pulsando... a compulsão de sempre tomar iniciativas me corrompia.. no entanto, aquela noite era dele.. eu tinha que esperar. Ele ouviu a música no quarto quando chegou... e foi em direção ao quarto já fazendo perguntas: 'Que mensagem foi aquela..'? Quando me viu... arregalou os olhos e sorriu... respondi: 'Para bom entendedor... meio ditado basta.. vem..'.