20 de mar de 2012

Moderninha...


Não me culpe se você tem medo, nós somos assim. Multifuncionais. Conseguimos fazer tudo sim, meu caro. Mas, não abuse, ajude. Não vamos ficar o tempo todo sem férias, ajude a cuidar das crianças, pois não as fiz sozinha. Ajude na casa, pois não moro aqui sozinha. Eu também tenho mais o que fazer. Posso não gostar de futebol, mas, às vezes, quero assistir algumas coisas na TV. Não sou paga pra cozinhar pra você, eu adoro você de cueca e avental. Me chame pra sair, a iniciativa tem que vir de todos os lados, não somente do meu... Sua cueca está suja? Lave, agora eu estou respondendo os e-mails do meu chefe. O bebê está chorando? Acalente, eu estou fazendo nosso jantar. Quer transar? Vamos, me excite, quero ver você de cuequinha fazendo uma pose sexy, caso não faça, tem quem faça, meu bem. E, se segure de ciúmes, trabalho com homens, mas eles não me arrancam pedaço, a não ser que você não compareça. E, nunca esqueça: me ame! Pois quem não dá assistência, abre concorrência e tem que aturar as consequências. (risos)


8 reações:

mfc disse...

Muito bem dito... e de uma forma totalmente frontal.
Gostei desta assertividade assumida.

Beijos,

! Marcelo Cândido ! disse...

Direta heim?

Amapola disse...

Bom dia!

Adorei!!
Muitas querem falar assim, mas ficam com medo.

Beijos.

Aleatoriamente disse...

Risos... E que reação hem?
Amei o teu texto.

Beijo

Ligéia disse...

Adorei isso! Nem precisa de comentário! Nunca tive peito para dizer isso dessa forma, direta e reta. Nunca nem tive peito...

O Árabe disse...

Muito bom! Realmente... muito bom! :) Boa semana.

Remember Me disse...

se ele escutasse...

Amei o texto, so não mais do que amo você.

Beijos <3

# Poetíssima disse...

Obrigada pessoal, amo todos vocês!