3 de set de 2010

Mulher de poesia... Hilda Hilst #






Árias Pequenas. Para Bandolim


Antes que o mundo acabe, Túlio,

Deita-te e prova
Esse milagre do gosto
Que se fez na minha boca
Enquanto o mundo grita
Belicoso. E ao meu lado
Te fazes árabe, me faço israelita
E nos cobrimos de beijos
E de flores

Antes que o mundo se acabe

Antes que acabe em nós
Nosso desejo.


(Júbilo Memória Noviciado da Paixão(1974) - Árias Pequenas. Para Bandolim - XI) (Poesia: 1959-1979 - São Paulo: Quíron; [Brasília]: INL, 1980.) 

HILDA HILST

8 reações:

Daniel Savio disse...

Tem tempos que são urgentes, principalmente quando são motivados pelos desejos do coração, ou da carne...

Fique com Deus, menina D'Lírios.
Um abraço.

Franck disse...

Hilda Hilst... A Obscura Senhora D, adoro! Uma amiga diz que é a Obscura Sra P...Abçs!

Aмbзr Ѽ disse...

lindos versos.

http://terza-rima.blogspot.com/

Lou Albergaria disse...

Hilda sempre um furacão de intensidade!

Amo com devoção!

Parabéns pelo post!

Beijão!!!

Luis Eustáquio Soares disse...

sim, antes que o mundo acabe, comecemos e, ao começarmos, ajudemos a acabar com o mundo que a si mesmo se acaba. comecemos um novo mundo, de atos nascentes.
b
de la mancha

amante disse...

Não conhecia esse poema de Hilda Hilst, uma mulher e poeta sempre na frente do seu tempo.
Acho fantástica a forma de vida que ela teve com seus amores.
Beijoo

A.S. disse...

Antes que o mundo acabe... deixo-te a ternura do meu poetissimo abraço!...


BjO´ss
AL

Jéssica V. Amâncio disse...

ótimo!!!