6 de out de 2010

Fogo! #


Um casal prevenido não atrai amantes. Era cedo, ele a viu dormindo, aquele era o dia de folga dela. Sorriu, arrumou-se e saiu para trabalhar sem fazer muito barulho para não incomodá-la. Ela trabalhava muito. No caminho do trabalho, passou na rádio uma música deles do tempo de namoro. Ele até conseguiu cantá-la. Lembrou de episódios engraçados e de que fazia tempo que não fazia uma surpresa para ela. Pensou... pensou... lembrou que ainda não tinham feito algo que ela tinha comentado que acharia excitante. Ele riu, imaginou-se naquele papel e prometeu-se que daria providencia de comprar os acessórios na hora do almoço, e, quando chegasse do trabalho, faria uma surpresa.
Ela acordou... lembrou-se dele, olhou para o relógio, era tarde, ele já havia ido... sorriu, por ele ter o cuidado de não acordá-la. Ficou um tempo a pensar nele... hoje era sua folga. Poderia fazer algo diferente. Pensou... pensou... lembrou-se de uma fantasia que eles tinham comentado há um tempo... e que ainda não tinham realizado. Ela sabia que iria deixa-lo excitado. Não hesitou, arrumou-se e foi cuidar de um jantar com uma sobremesa surpresa.
Como disse, um casal prevenido vale por dois. Às vezes, faz bem reconquistar o já conquistado só para ter mais garantia que conquistou ou aumentar o prezo de validade da relação.
Mais ou menos as 17h.. ele não aguentou mais ficar no trabalho, olhava os pacotes que comprou embaixo da mesa com certa excitação. Queria ver a cara dela quando visse ele daquele jeito. 
Em casa, ela ouvia música em volume altíssimo, cantando, preparando a casa como um coito de amor. Cuidou de todos os detalhes, o cardápio, claro: afrodisíaco. Logo, uma mensagem chegou no celular dela: 'Calma, querida, estou chegando para te salvar do fogo'. Ela: Hein?! Ele anda lendo meus pensamentos, é?! Ela sorriu, e mesmo sem entender, vestiu-se logo e  deitou-se no sofá com a lingerie que comprou, bem sensual, como ele gosta, com várias velas dispostas na sala, a esperá-lo. Ele chegou, a casa estava escura, quando entrou pela porta, correu até ela, todo caracterizado de bombeiro. Ela, claro, assustou-se quando o viu... ele ficou olhando em volta, riram juntos, e claro, entraram no clima em fração de segundos... O que aconteceu depois?! Ah... um casal, lingerie... bombeiro... sabe como é que é, né?!

3 reações:

Proibida disse...

mais fogo, com certeza

Pensador disse...

Assim é que é gostoso um casal viver.
E é verdade, é preciso reinventar-se sempre, para não cair na rotina...

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, cumplicidade demais dá nisso, mas é bom isto...

Fique com Deus, menina D'Lírios.
Um abraço.