20 de out de 2009

Poema apaixonadinho..#



Ele chegou, e trouxe com ele o sol.
O calor que me faltava nesse inverno,
acertando minha temperatura,
que a muito andava desregulada,
sofrida, calada e fria, pálida.

 

Ele chegou organizando as idéias,
pondo a casa em ordem e simetria.
Ele organiza cada cantinho,
cada pedaço do meu todo.

 
Ele chegou sorrindo,
me desconcertando e deixando-me vermelha ...
Diz-me coisas de amor ao ouvido,
naquela voz nossa, próxima,
viva dentro de nós dois.

  
Ele chegou, e com ele o sol veio,
e virá todos os dias,
iluminando esse inferno, essa loucura,
enquanto ele estiver aqui.


13 reações:

Juliano disse...

Eu disse que ele viria.! (:

Ele voltou, e te trouxe de volta de suas férias de si mesma.

E eu fico muito feliiz em saber disso.

Beijoooos

Tiago F. Moralles disse...

Sempre quando chega é uma novidade repetida.

Alvaro Oliveira disse...

Olá querida Amiga

Eu sabia que voltaria, depois de passar a tempestade.
Daí, nasce a alma poética apaixonada.
É mesmo como se diz.
Amor ralhado,amor dobrado.
Adorei! Parabéns.

Beijinhos

Alvaro

tossan® disse...

Esse sol que está dentro de você e que te faz feliz junto da tua ode é o que importa. Belo texto! Beijo

Scheer disse...

Nossa, como tu escreve muito bem!Gostei de como escreve e seus temas!Volto a comentar tuas poesias!ta bom?!
beijo
Continue a escrever assim...

Marcelo Mayer disse...

e assim, a cama desarrumada se tornou na melhor fotografia de seu amor

Unseen Rajasthan disse...

BEautiful Words and lovely post !! Thanks for sharing..Unseen Rajasthan

Érica disse...

A gente só espera isso, a luz do outro pra luminar nossas noites. Noites com sol, que assim seja. E que a felicidade reine triunfante.
Beijos querida!

Shadow disse...

Miguita!!!! cm estás???? Já não vinha visitar este teu lindo cantinho´há uns tempos.... Talentosa como sempre!!! Muitos beijinhos

Macaires disse...

Ele chegou e com ele o amor, amor que veio pra ficar!!
Beijos, linda!

Jorge Leberg disse...

O "apaixonadinho" (permita-me o trocadilho implícito, rs) casou muito bem com este poema, pois o achei meio piegas, sabes, esse negócio de tudo "organizadinho" e tals, essa idealização de um homem. Bem, prefiro teus poemas mais ousados, tanto no erotismo quanto na construção estilística. Abração!

Jorge Leberg disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel Savio disse...

Parabéns pela fase de amar...

Fique com Deus, menina D'lirios.
Um abraço.