22 de out de 2009

Quero mais.. #


Foste embora, por quê?
Deixa o trabalho de lado,
só hoje, por favor...
Ainda preciso de você aqui...

Minha sede ainda não acabou,
não estou cansada... quero mais!
Quero mais de tua sedução,
de tua ousadia e de tua fluidez.

Quero mais, volta...
Sou mulher de muitas noites,
não de uma noite só,
quero mais... quero de dia e de tarde!

Não consigo dormi sem carinho,
não entende? Ainda não entendeu?
Volta... te farei meu escravo...
E serei sua escrava quando quiser...

Preciso da coisa face a face...
quero a coisa fluindo,
quero a coisa de perto,
quero você dentro de mim...

Volta, vai...eu suplico...
faço o que você quiser...
Volta, vem correndo,
vem me fazer mulher...

25 reações:

caurosa disse...

Minha cara amiga, quanta sensualidade neste belo poema, a inspiração sempre te acompanho e com muito talento.

Paz e harmonia,

forte abraço

Caurosa

Lany disse...

UAUUUUUU
Sangue de Chanel tem poder !!!!

Marcelo Mayer disse...

"eu-lírico feminino de chico buarque"

Juliano disse...

E essa sede não há de acabar.

Beijoooooos

Lua disse...

COmo diz o Juliano a sede nao ha de acabar, e se nao suprida então..

Beijos!

Poeta69 disse...

"Preciso da coisa face a face...
quero a coisa fluindo,
quero a coisa de perto,
quero você dentro de mim..."

Queres mesmo?!!

Sangue suor e muito charme nesse poema...
Segue, segue quero mais de ti assim.

Melanie B. disse...

Essa suplica...Ainda resisto, nao começei, mas me identifico com cada palavra tua!!
Um xeiro lindona.
Fik bem!
Saudadessss,problemas com net no trabalho me separa de voces...

Jorge Leberg disse...

Gostei muito desse. Toda a sensusalidade à flor da pele, as diferentes fontes e cores (como que uma concretização da miscelânea de sensações evocadas, o intuito de provocar uma ilusão de palpável), o trabalho sonoro-gráfico, a "coisa" repetida (como algo que tanto se deseja, e permitindo mais de uma interpretação), os riscos evidenciando talvez aquilo do qual se quer ocultar (o confronto entre o desejo de ser mais explícito e um certo pudor ainda reminiscente). Muito bom.

E a propósito, porque falaste "abraços nossos" lá no meu blog? Você e mais quem? Abração!

Alvaro Oliveira disse...

Olá amiga Poetissima

Eu sabia que depois de uma tempestade, sempre a bonança chega
plena de força e desejo.

Mas haja calma, já me parece uma furacão. Assim gosto. rsrs

Um belo poema, muito intenso,
sensual e prazeroso.

Olha te recomendo um pouquinho mais de calma, pois ele pode não aguentar.rsrsrs

Beijinhos

Alvaro

Elque Santos disse...

ai,ai...

Eric R. disse...

Uauu quanta sedução e sensualidade.

Nem encontro palavras pra comentar mais.

Muito bom mesmo.

Beijo :D

Érica disse...

Um suplicio... Uma vontade, saudade, tanta coisa que faz o corpo implorar. É um tortura a distância, é um sufoca gritar e não ser ouvida. Ai ai...
Que ele volte correndo então.
Beijos

Joshuatree disse...

Lindo e sensual, um grito de amor latente desde às entranhas à superfície.
Simples, direto e envolvente, adorei.

Beijo no coração.

Daniel disse...

"Sou mulher de muitas noites,
não de uma noite só"

Valorizo muito o amor. Está muito acima de um sexo casual.

Gostei.
Beijo

A. Reiffer disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A. Reiffer disse...

Teu blog também é ótimo. Parabéns.

Mihage disse...

No more words!
He will come, sure!

mitro disse...

No meu dia entardece,
Murmúrio da tua voz,
Que me enternece...
Nem eu, nem tu, mas nós,
Nesse aconchego do olhar!
Mão que se estende, procura,
Embriaguez de desejo, ousar,
De tanto querer ser já loucura!

Porque me chamas, se quero estar?
Arde neste peito, intenso calor,
Fogo feito intenso a crepitar,
Que alguns ousam chamar de amor!

Simone Teixeira disse...

Oiê! Acabei de descobrir aqui. Gostei bastante! Voltarei...

bjs,
Simone

Thiago Almeida disse...

Gosto deste recurso que você usa em colorir alguns tipos, deixando-os em destaque, sublinhando, tachando, enfim, deixando muito visual e sensorial seu poema!

Muito bom!!!

Débora Andrade disse...

Intenso. Verdadeiramente intenso.

tossan® disse...

Uma linda súplica com poesia e sensualidade. Que sede deliciosa. Beijo

Alê Quites disse...

Opa!
Quente...

BeijOS

ascka disse...

Nossa. Quanto fogo.

Daniel Savio disse...

Nestes momentos, desejos e amores se confundem, sendo ótima esta únião...

Boa poesia, principalmente a ser feita dois...

Fique com Deus, menina D'lírios.
Um abraço.