16 de out de 2009

Poema de uma jovem entediada #


Tirei férias de mim, de todas.
Todas quantas sou precisam descansar.
Estou na mais perfeita desordem.
Tudo em mim congestionou.
O espelho nem me revela mais.
Os meus olhos fugiram.
Todas que sou levaram cada um o seu.
E isso pode ser bom, pois não verei o mundo.
Que anda mais caótico que eu.
Estou como uma folha seca caída de uma árvore,
não sei onde posso pousar,
cair, despencar, sentar, assentar-me...
Sem a preocupação de para que lugar serei arrastada.
Quero poder ter esse momento e saber que posso voltar,
ou que todas nós voltaremos,
não de uma vez, mas cada uma a seu tempo...
Estou de férias de mim, ao meu amado, um terno abraço,
daqueles quentes como o sol, e agradáveis pelo nosso laço.

10 reações:

Alice disse...

Uauuuu...imagino o que vc pode escrever se não estiver entediada.... !! adorei !


bjkassss

Juliano disse...

Mas chegara o dia em que alguém vira arrumar essa sua desordem, e você voltara de férias e encontrara tudo no seu
(novo)devido lugar.

Beijooos

Sentimental ♥ disse...

férias são sempre um bom negócio...
bjs

tossan® disse...

Suas férias vão acabar assim que sair de casa com uma digital e fotografar a vida...Como? Você vai saber na hora. Eu sei como é. Beijo

Marcelo Mayer disse...

é por isso que que digo que é da raiva que nos tornamos poetas!

belo!

e obrigado pela visita

bjs!

! Marcelo Cândido ! disse...

da raiva
do amor
e de tudo que for
a poesia nos completa
!!!

Leonardo Perin disse...

Excelente!!!
Esse cantinho aqui também é excelente com textos de muito bom gosto poético e literário!!!
Grande Abraço!!

Os peixinhos...quase os matei de tanta comida...rsrsrs viciante isso né heheehe

Camila disse...

é bom tirar ferias das coiisas :)

Daniel disse...

Oi, passeando pelos blogs que leio achei o seu e achei muito boa a postagem.

As vezes me sinto assim também, e fico um pouco cansado dos diversos caras que consigo ser dependendo da situação.

Daniel

Daniel Savio disse...

Sei que está meio desfocando no tempo o meu comentário...

Não há nada que dure para sempre, por isso, temos de curtir as fases que vivemos e sabermos que sempre o amanhã encerra a promessa de algo melhor, mas não se tornara melhor senão tentarmos a escalada para a felicidade...

Fique com Deus, menina D'lírios.
Um abraço.