17 de mai de 2009

Ao Som Da Lira (versão dele)




Cheguei a festa e tu já estavas. Lindo vestido. Eu fiquei encantado. Não vermelho, nem vinho. Uma cor inventada pelos olhos apaixonados, eu diria. Não queria ir, mas os amigos, já sabe né? Você estava com as amigas. Sorria. Um anjo. Angelical até na bebida. Estava tomando refrigerante. Festa refinada, pedi um vinho. Queria me aproximar. Mas, sempre fui desastrado. E, então, desastrosa foi a minha chegada perto de ti. Soberana. Tomou meu coração quando me acolheu. Queria ver minha respiração. Pensei: Me beija logo! É amor a primeira vista! Mas se é amor tem que torturar. Tem que esperar. Tem que sofrer. Tem que doer. Tem que amadurecer. Eu cai na sua frente porque não vi o maldito degrauzinho da sala. Quando eu ia lá não tinha aquele degrau, eu acho. Você me socorreu. Eu achei que tinha morrido, afinal, estava nos braços de um anjo. Até a lira se fez presente enquanto eu caí. Que loucura. Conversamos a noite toda e eu consegui te levar em casa. Eu estava ancioso. Mas você é serena. Parece que fazia de pirraça. Mulheres, sempre nos desafiam em nossos limites. Sabem que somos mais anciosos. Sabem de tudo. Por isso as amo tanto. Perversas. No dia seguinte fui te ver. Você estava trabalhando. Só eu que não trabalhava pensando em você. Como é que você conseguia trabalhar depois daquele papo gostoso? Céus! Devo ser desinteressante. Entristeci. Você me ligou. Eletrizei. Me corpo sofreu uma descarga elétrica. Fiquei louco. Queria te ver. Queria era te puxar pela voz no telefone. Ah, a paixão! Nos faz de bobos... Saímos. E várias vezes. Parece até a Índia. Demorou alguns dias para o primeiro beijo. Suplício. Mas é bom. Esperar pelo que se ama é maravilhoso. Só não quando nos atrasamos para o teatro e você demora no banho. Mas depois de pronta, o teatro que se dane. Só tenho olhos para você. Passados os anos. Brigas, tormentos, ciúmes, obstáculos... Descobri que a vida só vale a pena do lado de quem amamos. A vida só vale a pena com, por e de baixo, do lado, encima de muito amor. Ah, chega, eu te amo. Me beija logo.

2 reações:

Davi Machado disse...

Esta aqui é minha versão preferida, sou um pouco suspeito, mas... as duas então ótimas, perfeitas, ou quase, pois a "imperfeição" deixa rastro, um gosto de querer mais...

bjs e até!

Davi

Elque Santos disse...

HUM...GOSTEI DA IDÉIA E DEUS TE ABENÇOE POR CONSEGUI PENSAR E ESCREVER TÃO BEM NO MEIO DE TUDOOOOO ISSO...BJOSSSS