11 de jun de 2009

Carta De Adeus

Meu amor,

Ontem um anjo veio me visitar. Disse-me que estava marcada a minha hora, que era no dia seguinte, à noite, enquanto eu estivesse a dormir. Implorei para ter mais tempo, para que pudesse somente contemplá-la em teu acordar, mas, depois retruquei, pois seria péssimo saber que chorou por mim. Não quero que chores, porque eu fui feliz. Conheci a melhor das mulheres para mim. A mais furtiva e a mais compreensiva. Resolvi escrever-te essa carta para que soubesse que eu te amo muito. E, também, para dizer que acredito que estarei ao teu lado, em espírito. Queria dizer que esse nosso dia de hoje foi lindo para mim. Planejei tudo dentro do tempo suficiente para dormir o mais tarde possível. Preparei tudo para que você me sentisse em todos os meus sentidos. Quero muito que lembre de mim. Mas que me lembre sempre feliz, pois, retorno a dizer, eu fui feliz, e mais feliz depois que te conheci. Não te prendo a vida... Podes vivê-la como queiras. Podes até arrumar outro, sei que não vou gostar muito da idéia, mas, enfim, tu és tão linda, e sejamos sinceros, e muito ardorosa, não parará só, nem se querer. Só tenho raiva dos beijos que não te dei, dos atrasos e dos minutos sem ti. Quando me vê morto, não me olhes como um coitado, mas como o homem que sempre te amou. Não esqueça de regar os lírios, para que sejam as flores mais belas sobre a nossa mesa. Lembre de trocar a fechadura do quartinho de entulho, sozinha, será melhor se assegurar da proteção da casa. Não durma sem antes verificar todas as portas, não estarei mais contigo para vê-las, sim?! Minha doce amada, te amo muito, por favor, não chores por me ler assim... só escrevi pra ficar mais um tempo contigo mesmo depois de meu corpo está sumindo da humanidade...
Do para sempre seu...!

10 reações:

Madamefala disse...

Que triste, mas doce ao mesmo tempo...as despedidas são meio assim mesmo.

Brigada pela visita, volte sempre que quiser.
beijos

rouxinol de Bernardim disse...

Cuidado com os anjos!...

Há que elevar o astral! visite meu blog e... sorria...

O Sibarita disse...

aValha-me Senho do Bonfim! kkkkkk

E no dia dos namorados, é? Cara mau! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ô moça agora so resta fazr a simpatia para Santo Antonio ajudar, né não? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

bjs
O Sibarita

Alvaro Oliveira disse...

ó minha amiga, que triste e doce carta de despedida. comovente demais, mas linda. tomado de emoção,não consigo dizer mais.

Um bom fim de semana

Um beijo

Alvaro

SaraPereira. disse...

Meu deus que texto tão bonito, mas tão triste...

Sandra S. disse...

Ai meu Deus, depois de ler uma obra de me partir o coração ao meio, dou de caras com este texto ( fabuloso), que me deixou com ele palpitando pelo chão...


Lindo.

Beijinhos

A.S. disse...

Poetissima...

Quanto maior for o tempo da ausência, mais intenso será o momento do reencontro!!!


Doces beijos...

Virgínia Allan disse...

Muito triste, poetissima, fez lembrar de mim... meu amado partiu sem deixar sequer mensagem, mas se tivesse me dito algo seria algo assim, coisas que sempre me disse em vida... Beijo, querida

Davi Machado disse...

Deise
Você sabe do meu gosto por este tipo de tema e assunto, mas deixa pra lá...
Adorei a construção que você fez.
A morte é assim... não é? Não vejo despedida como algo triste, pra mim é sufocante, se eu pudesse não diria adeus a ninguém!

beijão!

Joana Carvalho disse...

Absolutamente fantástico!!! Gosto da essência e da doçura que envolve este seu espaço...