22 de mar de 2009

"Jesus te ama" - diz o 'crente'...

Em nossos dias vemos de tudo. Mas nem sempre reparamos.
Estava eu num ponto de ônibus para cumprir mais uma rotina. Como eu estava meio irritada por estar atrasada, não conversei com uma senhora que estava ao meu lado e puxava assunto. Respondia normalmente, mas evitando respostas que prolongassem o assunto. Enfim, chegou outra amiga dela e me esqueceu. Analisando-a, ela era mais uma senhora protestante fanática. Sem querer julgá-la. Mas eu ouvi que estavam falando sobre 'coisas da igreja'. O ônibus chegou e todas 'pegamos' ele. Numa outra parada, entou um homem, ou um garoto-homem, evangélico também. E digo isso, pois quando ele entrou bradou aos quatro cantos: 'Jesus te ama'. 'Jesus te ama' - dizia o 'crente'. A todos por quem passava, a cada passo. Eu disse 'amém' em meu silêncio. E a senhora do ponto de ônibus, comentava com a outra - que por acaso sentaram atrás de mim - comentavam sem cessar que ele era um lunático, que Jesus não se faz assim, que isso e que aquilo. Engraçado que o 'crente', como elas chamavam ele, ouviu e as indagou: '-Senhoras evangélicas, do que tem medo?' Eu ri. E definitivamente foi engraçado, elas foram 'pegas' de surpresa.
Mas, mais do que uma tentativa de crônica, isto é uma reflexão. Sem levar em conta a religião de ninguém, geralmente quando um 'crente' desses faz uma declaração dessas muitas pessoas se escondem em seu íntimo, ou desconversam, ou não ligam, ou se intimidam, ou acham chato. Contudo, do que 'temos' medo? O que sentimos ao ouvir esse recado? O que nos intimida? O ser humano e seus mistérios...

3 reações:

EMPOEMAMENTO disse...

E do que você tem medo?

Essa pergunta pode ser feita a toda sociedade.

Essa é uma pergunta MaraviLINDA, como falou um rapaz simpático à minha amiga em pleno show de Daniela Mercury.

Essa pergunta poderia ser feita àquele "católico não preticante". rsrs..

Ser católico não praticante é uma boa saída pós-moderna. Você é mas não assume. Essa é boa.

E tantas outras pessoas que são mas não são. Mas, porque ser e não ser ao mesmo tempo?

Estamos muito fragmentados...

"E Jesus, como é que se faz mesmo?"

"Jesus te ama!"

Nós três, eu, você e ChicO, respondemos "Amém" em nossos silêncios.

E uma pessoa qu'eu conheço, não muito fragmentada, avez, responde:

- Eu sei!

Será ela tão Pós-Moderna?

Porque eu respondo "amém" em silêncio? Para não ser julgado, pq se respondo, alguém me julga e se não respondo, talvez Deus me julgue... Mas o meu silêncio ele ouve e "fico de acordo com todos".

Do que é que eu tenho medo?


Beijos vermelhos...


Mi e ChicO.

Cláudia disse...

É verdade...só você pra jogar na nossa cara verdades caladas, Daise.
Sou aquela pessoa que também se incomoda com isso. Acho chato. Mas, agora fiquei me perguntando, do que eu tenho medo? Ser religioso ou amar a Deus agora está fora de moda, é isso? Desde quando Deus é moda? Nossa..você e as interrogações que deixa na minha cabeça. Mais que te amo.

Mihage disse...

Nossos silêncios falam mais que o maior discurso que qualquer bispo, pastor ou seja lá o que for...